Pesquisar neste blogue

quinta-feira, 14 de julho de 2011

"O Nosso Ninho" de Horácio Moura Lopes


Um soneto de meu pai, datado de 1947, no blogue Escritos do Douro,(clicar) pela mão de J.A.Almeida.
A ilustrar o soneto, o cenário da minha infância. 
Se "morrer é só não ser visto", aqui, passa a ser ridículo.

10 comentários:

  1. Um soneto com um estilo absolutamente datado, mas cheio de uma ternura imensa.
    Imagino o prazer que tiveste em republicá-lo.

    ResponderEliminar
  2. Não fui eu quem publicou, este soneto foi desenterrado e publicado por um amigo de infância.O soneto é absolutamente fora de moda,mas tem ternura, entusiasmo,força. Repara que a F. Espanca também é fora de moda (quanto a mim) mas é lamechas, quanto a mim, coisa que eu não gosto :-))Prazer rever-te, obrigada pela visita, nem sei como este sítio ainda tem visitantes. beijinho

    ResponderEliminar
  3. Passei por aqui e... senti um parar da respiração.
    Como a vida é curta, rápida e inesperada.
    Numa "viagem por aí", descobri isto:

    “A LUZ QUE ME ROUBASTE”
    “Não cesso de dizer a toda a gente
    Que o fogo dos teus olhos me cegou:
    Onde não me julgares, eu lá estou,
    Ceguinho, com o meu bordão à frente.

    Há preces em minha alma que pecou
    Ao ver-te graciosa, docemente…
    Em ti, o “não” fugiu e o “sim” não mente,
    Entre nós a amizade já findou.

    Não me escrevas, te peço, mais missivas
    Para um cego as propostas são altivas.
    Hoje, já não te devo interessar.
    Mas, se por mim passares, tem cuidado…

    A tua voz em timbre modulado
    Pode bem minha luz recuperar!”

    Sem saber ler nem escrever e de supetão "apanho" duas poesias do mesmo autor.
    Que feliz coincidência.
    Como a vida é pequena mesmo na grandiosidade.

    ResponderEliminar
  4. Olá, José Torres! :-))obrigada!


    beijinho de saudades

    ResponderEliminar
  5. Eu gosto do soneto e também gosto por ser fora de moda. Dez anos depois alguém veio dourar aquela ventura...

    ResponderEliminar
  6. ...duas venturas, José, eu e a minha querida irmã :-)Obrigada por gostares e o dizeres!

    ResponderEliminar