Pesquisar neste blogue

terça-feira, 9 de março de 2010

do silêncio




"Ouve-me, ouve o meu silêncio. O que falo nunca é o que falo e sim outra coisa. Capta essa outra coisa de que na verdade falo porque eu mesma não posso."

(Clarice Lispector)

4 comentários:

  1. MULHER

    Mulher
    Ora opaca ora translúcida
    Submarina ou vegetal
    Assumes todas as formas,
    Desposas o movimento.

    Sinal de contradição
    Posto um dia neste mundo
    Tu és o quinto elemento
    Agregado pelo poeta
    Que te ama e te assimila
    E é bebido por ti.

    Tu és na verdade, mulher,
    Construção e destruição.

    Murilo Mendes

    Alegrando meu dia com a beleza de seu Blog.
    Com amor da Fada do Mar Suave.

    ResponderEliminar
  2. Olá querida Cristina. Sinto sempre isso, é mais importante o que fica por dizer. um beijo de contente por ainda a ver aqui, apesar do meu silêncio. beijinho com saudades de ler a sua magnifica prosa.

    ResponderEliminar
  3. Murillo Mendes! magnifico gosto na escolha, Fada do Mar Suave.
    Obrigada pelas palavras que dão alento para continuar.

    ResponderEliminar