Pesquisar neste blogue

quarta-feira, 22 de julho de 2009

Meticulosidade



Os velhos, quanto mais velhos, mais vírgulas usam.

Mário Quintana

11 comentários:

  1. Por acaso, até acho, que é verdade, Júlia. :)

    ResponderEliminar
  2. Deus me livre e guarde das virgulas dos velhos :-))

    ResponderEliminar
  3. A-do-rei!...

    Eu cá já ando cheia de vírgulas... rs... Acho que vou começar a pensar em transformá-las em ponto de exclamação, já que esse ponto aplica-se sempre diante de um espanto, esse espanto com que me defronto a cada dia ao me deparar com as belezas da vida, do amor...
    beijos

    ResponderEliminar
  4. Júlia, as vírgulas são pequeníssimas paragens ou intervalos de sensata reflexão. Vírgulas precisam-se! ;-D

    ResponderEliminar
  5. Sabedoria de vida.
    Vírgula para saber se o degrau seguinte é seguro ou não. O tempo da pressa foi-se.
    Tudo tem o seu tempo. A interogação, a exclamação, os dois pontos, o ponto e virgula, o ponto, a vírgula e o ponto final parágrago - Fim

    ResponderEliminar
  6. É só para "avisar" que esta segunda-feira é dia de SANTA JÚLIA!

    Ok? Bjs.

    ResponderEliminar
  7. por acaso, meu amigo, foi um dia para esquecer...

    ResponderEliminar
  8. Tanta meticulosidade e depois o dia corre-lhe mal... Júlia, largue as vírgulas e passe aos pontos. ;D

    ResponderEliminar