Pesquisar neste blogue

quinta-feira, 7 de maio de 2009

Sento-me na tua ternura. a chuva cai...

Sento-me na tua ternura. A chuva cai,
olhas-me tão fundo que de repente
sou de vidro, cuidado, vou quebrar!
Acaba triste o mês de Maio, perto.
E estás no Maio triste, na chuva e no vento,
a tua ternura quer matar-me.
Quem sabe, amor, onde o amor se fere?


Fernando Assis Pacheco
in "A Musa Irregular"
Edições ASA
1996

13 comentários:

  1. Mais uma vez, excelente escolha de imagem e poema
    Mas...
    não gosto da tristeza que ambos revelam.
    Porque gosto tanto, tanto, tanto da expressão "sento-me na tua ternura"!
    Acho-a belíssima e lembra-me quem amo, que me oferece sempre uma "cadeirinha" para eu dormir, quando nos deitamos.
    E eu aceito, "sento-me na sua ternura", deixo-me envolver pelos seus braços e adormeço...
    Bj

    ResponderEliminar
  2. concordo consigo, querida amiga!

    queria uma imagem diferente, mas tardou e acabei por colocar esta, que acentua, na verdade a pontinha de uma certa melancolia.

    um beijo meu

    ResponderEliminar
  3. Ai que a Mulher se parte toda... querem ver isto? Nós não a queremos quebrada, ouviu menina Júlia?

    ResponderEliminar
  4. (gargalhada)
    Então ela que se parta toda, Júlia. :)

    ResponderEliminar
  5. Ei, Mister, xó!
    Nada de desconversar num post tão romântico e ternurento quanto este!
    (mania de não assumir a sua veia poética e romântica :-p)

    ResponderEliminar
  6. Qual veia romântica e poética?
    Estou é cheio de colestrol
    Tenho a veia hermética
    É uma maçada isto do castrol

    Não ouviu a nossa menina?
    É tudo ficção
    A chuva cai na tina
    E tem de mim um pensamento malsão?

    ResponderEliminar
  7. deixe-o desconversar, Fugi, ele TAMBEM é ficção! :-)))

    ResponderEliminar
  8. lol
    (ai Mister, assim a rir-me não durmo mesmo)

    Júlia, o pior é que ele não é ficção: é o diabinho em pessoa e é bem real, safa! (risos)
    E pronto, eu tão enternecida com o "sentar-me na tua ternura" e saio daqui a rir-me :-)
    Um beijinho grande (gosto tanto destes seus posts)
    :-)

    ResponderEliminar
  9. a minha net está horrivel, tive que desligar o computador, isto parou, mas tambem ri com vontade :-)
    obrigada aos dois e o meu bem querer

    ResponderEliminar
  10. Estamos em Maio e também chove, como no poema. Mas Maio é lindo, é o mês de Maria e da Esperança. Tenho de escrever a propósito... tenho de arranjar tempo...

    ResponderEliminar