Pesquisar neste blogue

domingo, 19 de abril de 2009

Une flute et la mer




Bebe comigo Omar na fina taça
celebra no meu antro em meu festim
a mágoa que tomou conta de mim
e esta raiva de ti que não me passa

Bebe comigo, Omar, assim assim
e mais e mais Que a minha fronte lassa
esqueça que existiu a tua raça
perceba que te foste, que é o fim

Bebe comigo, Omar, na taça fina
Que toda a gente aqui a taça erga
À nossa! À tua! À deles e à minha!

Que toda a gente aqui saiba e perceba
que «une flute et la mer» sou eu sozinha
sem ti sem mar sem nada que se beba

Julieta Lima
´
imagem: "à ma santé",
óleo sobre tela de
Francine Van Hove

8 comentários:

  1. Omar gostar. Isto não ser poesia. Omar beber contigo... na taça fina, no copo alto, pela garrafa. Omar levar o champagne. (risos)

    ResponderEliminar
  2. humm

    Omar não ver que não há vinho,, nem haver mar? bota o mar pró lado, para ver si gosta, salafrado Omar.
    e julieta champagne nao gostá..

    se Omar quiser , leva a poesia e leva a menina pra sua segunda -feira.

    (nem releio, pra não estragá)


    :-)))

    ResponderEliminar
  3. Vai, deixa de bobagem, Julieta... como não gosta de champange? Tou estranhando, muié...
    (Omar ne relê para não estragá... muitos risos)

    ResponderEliminar
  4. Ô Julieta, vira essa boca para lá... até que eu pensei nisso, ué... mas não ia falar, né? :)))

    ResponderEliminar
  5. "«une flute et la mer» sou eu sozinha
    sem ti sem mar sem nada que se beba"

    que beleza!por ser tão verdade

    beijinho

    ResponderEliminar
  6. esta julieta Lima é das poetisas que mais gostei de ler na Net, Minucha, tem poemas estupendos.

    ResponderEliminar
  7. JuliaML,

    Obrigada pelos seus comentários ao meu Omar, pena não ser o Shariff (novo!!!)
    O endereço do meu Blog é http://hienas.blogs.sapo.pt
    DÊ uma olhada e diga-me alguma coisa. Um abraço

    julieta lima






























    .

    ResponderEliminar