Pesquisar neste blogue

quinta-feira, 12 de março de 2009

relatividades



Albert Einstein tinha um cabelo hirsuto
e branco na idade,
e nariz farejante junto ao tempo.
E assim deixou o verso
mais perfeito:
velocidade ao quadrado
em equação de luz
.

Fervendo pelo espaço,
a energia mil igual à massa
(vezes o que já pus
nos outros versos).

Mas era o olhar longo,
as pálpebras tão tristes
de ver além de nós:
melodias de sonho e teoria,
filamentos hirsutos junto ao Sol,
cogumelos, acordes.

E na corrente quântica das coisas,
Entender que o mais largo
É o que não se vê:

quadrado inconsciente
gerando,
um éme cê amargo:

por moderno e feroz
auto-de-fé
.

Ana Luisa Amaral , in de "Imagias"
***
Nota: Para a Minucha, porque sim :-)

14 comentários:

  1. Belíssimo; gostei mesmo (e fez-me lembrar a nossa Luísa a descrever o convidado de domingo, na Porta :-D)

    ResponderEliminar
  2. Que beleza, Júlia
    Fiquei comovida
    e entendi

    beijo de amizade, de ternura, sempre

    ResponderEliminar
  3. Eu acho que estou relativamente atrasado para lhe dar os parabéns pelo Privilégio dos Caminhos, Júlia. Espero que não seja suficiente para a deixar a ferver, nem a deixar com as pálpebras tristes. :) PARABÉNS! :)))

    ResponderEliminar
  4. Ai Mister, vê-se mesmo que está atordoado com a friorenta (risos abafados)
    Não chegou atrasado; foi o primeiro :-)


    Parabéns querida Júlia; dois anos a postar imagens e palavras, sempre repletas de beleza e sensibilidade, só alguns, poucos, conseguem.
    É um privilégio vir aqui todos os dias.
    Um beijinho, feliz por aqui ser bem recebida :-)

    ResponderEliminar
  5. Einstein era um visionário, como toda a gente sabe...
    Ele dizia:

    "Nós, Seres Humanos, confundimos quase sempre o conceito de causa-efeito"

    O mais curioso é que uma frase dessas se reporta, não só para o mundo de Einstein, como para o mundo de toda a gente. Não poderia estar mais certo...

    E assim, o homem já pensava na Física Quântica a nível do pensamento, também.

    ResponderEliminar
  6. É mesmo? Não era no dia 12? Então não preciso de relativizar. ;)

    ResponderEliminar
  7. Parabéns pelos 2 anos, Júlia! Este privilégio tem-nos dado muitas coisas bonitas e de grande qualidade. Obrigada por isso.
    E, por falar nisso, vejo que o Porta também está quase a fazer 2 anos.

    beijinho

    ResponderEliminar
  8. Querida Minucha, pois, eu sabia sabia que entenderia! :-)

    ResponderEliminar
  9. está nada atrasado, Querido Mike, eu é que tive um dia de cão e me atrasei,tinha planeado estar aqui cedo e não ocnsegui. obrigada, amigo!

    ResponderEliminar
  10. Querida Cristina, atrasei-me sem querer, hoje o dia correu-me todo às avessas, daí não ter feito o giro habitual de manhã. beijo pelo girassol.

    ResponderEliminar
  11. Querida Ana, obrigada, estarei contigo, quando festejares!

    beijinho meu

    ResponderEliminar
  12. Lorenzo, só há muito pouco tempo me tenho debruçado sobre os escritos de Einstein. Têm sido uma revelação extraordinária para mim!

    Ainda bem que pensa assim. Einstein não poderia estar mais certo,sim!

    ResponderEliminar