Pesquisar neste blogue

terça-feira, 2 de dezembro de 2008

amar


"amar é um elo

entre o azul

e o amarelo"

Paulo Leminski


41 comentários:

  1. Olha, olha, a menina Júlia já está de volta? Ainda não tinha dado por isso! Estás melhor?

    O Leminski tem coisas tão bonitas... esta é uma delas. E sou amiga da Alice, viúva dele, que também tem poemas e letras de música lindos.

    ResponderEliminar
  2. Obrigado pela visita. Eu também venho cá de vez em quando. Vou passar a aparecer mais vezes. Bonita imagem. Bonito texto. Bonito blog.

    ResponderEliminar
  3. não tinhas dado por isso?eu estive com or de garganta, não tenho dor nos dedos..
    estou chateada contigo, Ana...:-(

    ResponderEliminar
  4. Carlos ,os seus textos são liníssimos, repito-o aqui.

    ResponderEliminar
  5. desculpem, eu não teclo, acaricio as teclas, depois, dá nisto, pareço desdentada, faltam-me as letras :-)))

    ResponderEliminar
  6. Falta o nosso Mike aqui pra comentar este Post :-(

    ResponderEliminar
  7. Na falta do Mike, arranja-se um Melga... ;)
    Vejo que retomou a actividade... Passei para retribuir, como sempre.

    ResponderEliminar
  8. já vi que escreve bem e é simpático, mas não é a mesma coisa, o Mike tem piada e dá luta, não se fica pelas retribuições :-(

    ResponderEliminar
  9. Não era minha intenção substituir ninguém. Fiz apenas uma chalaça do Mike e Melga, imortalizados nos velhos tempos do Herman José...
    E isto de dar luta não é coisa instantânea, estilo "deixa-me-cá-dar-luta-à-Júlia-só-porque-tem-um-olhar-daqueles"...
    É como as quotas, direitos iguais, deveres iguais!

    ResponderEliminar
  10. :-))

    eu sei e percebi :-))

    estava também a brincar consigo, temos qu dizer alguma coisa!

    ResponderEliminar
  11. Temos? Imperativo interessante... Ter ter, não temos. Mas apetece.
    Quanto às carícias, as teclas agradecem e provocam outra vantagem: obrigam a lê-la melhor ;)

    ResponderEliminar
  12. é uma expressão idiomática, mais nada :-)

    até amanhã e obrigada pela visita :-)

    ResponderEliminar
  13. As minhas cores preferidas.a minha combinação de harmonia.Juntando a que a Júlia,colocou-me de permeio a Janis Joplin,só posso dizer que fiquei maravilhdo!
    Doce regresso,sem dúvida!

    ResponderEliminar
  14. por essa razão se diz ouro sobre azul!
    - será, J.Carmo Moura? :-)

    obrigada pela gentileza!

    ResponderEliminar
  15. Júlia, vejo que num piscar de olhos ficou cheia a caixinha e mais colorido o blog.
    Belos pés!
    :-)

    ResponderEliminar
  16. "amar é um elo,
    mau o azul,
    belo o amarelo!

    ou

    "amar é um reflexo
    bom de sexo,
    mesmo sem nexo"

    Andei fugido e desaparecido.
    O mundo desabou-me sobre o estro e só agora consigo respirar fundo.
    A vida é isto ... tudo bem ... tudo mal ... tudo assim, assim, à espera.
    Espero "a faca" em Janeiro, para fazer um bypass ou dois, talvez, um para vinho, outro para cerveja.
    Dizem que melhoro a qualidade de vida ..., (acredito piamente), se a loira for fresquinha e alemã, com pouco gás, que na minha idade a velocidade já foi ...
    As portuguesas t~em gás a mais, assim como as espanholas.
    Desculpe, mas estou a falar de cerveja, não sei se me fiz perceber.


    Vou aparecendo se continuar vivo ... já tenho que desconfiar de tudo e todos ... e antes de me deitar, espreito para trás da porta e para debaixo da cama.
    Tiques ou toques da idade.

    Uma boa semana.
    Vou tomar um cafézito ao próximo amigo.

    ResponderEliminar
  17. bela imagem, um texto simpático, o Blog cheio de cor, a Júlia está melhor (rimou...) :-)

    ResponderEliminar
  18. o Reino da Suécia

    recomenda.se por aqui

    .
    .
    .

    bem vinda e
    bem curada
    espero!



    .
    um beijo

    ResponderEliminar
  19. Huuuuum, isso de amar ser um elo entre o azul e o amarelo dá um Verde perigosíssimo, Querida Júlia. Clubite à parte, não é essa a cor da Inveja? Bem, mas como o Ciúme é a forma romântica dela... Teria querido dizer com a citação que ele é a essência do Amor?
    Beijinho

    ResponderEliminar
  20. É que achei que estavas "de molho" e em pausa... e eu também tenho andado cheia de trabalho, numa correria.

    (Chateada comigo? Era o que faltava... não deixo!) :-))

    Beijos

    ResponderEliminar
  21. Hei, menina Júlia, está um frio de rachar!
    Não é melhor ir calçar umas pantufas? (pronto, está bem, podem ser azuis e/ou amarelas...)
    :-)))

    ResponderEliminar
  22. Para mim, Júlia, as cores do amor – um amor de Verão - seriam certamente essas da fotografia: o azul forte do céu e do mar com o amarelo vivo do Sol, da luz, do ouro… Um amor de Inverno pediria as mesmas cores em tons mais suaves, incluindo o amarelo da chama de uma boa lareira. ;-)

    ResponderEliminar
  23. Júlia, querida, o amor pode ter cores diversas. E, claro que com o clima civilizado que se faz em Portugal no momento ele deve aflorar em cores vibrantes. Um beijo da sua amiga Marie.

    ResponderEliminar
  24. José Torres,

    realmente senti a sua falta...

    que tudo corra pelo melhor . o by pass não é má companhia, verá.

    abraço amigo

    ResponderEliminar
  25. olá flip :-)

    pois, cor é o que precisamos,nestes dias cinzentos e chuvosos

    ResponderEliminar
  26. Querida Luisa, para mim também são as cores do amor. Nos cambiantes que diz,sim

    ResponderEliminar
  27. Paulo, a inveja é verde?

    e eu que a pensava roxa...

    beijinho e b.q

    ResponderEliminar
  28. Ana, e molho é outra expressão idiomática, oia-me a garganta e não tinha assunto para o post, tás a ver? ;-)

    ResponderEliminar
  29. Margarida, isso é impressão sua, na net tudo é motivo para se brincar. :-)

    ResponderEliminar
  30. Querida Marie,

    acontece que aqui está um temporal medonho e um frio de gelar, com neve nas terras altas :-))

    ResponderEliminar
  31. A inveja é roxa, quase com certeza
    e os seus olhos lindos, Júlia

    Qual é o mal de fazerem estragos?

    beijinho

    ResponderEliminar