Pesquisar neste blogue

sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

Para que sejamos necessários



Transfere de ti para mim essa dor
de cabeça, esse desejo, essa violência.
Que careça em ti o meu excesso
e que me falte o que tu tens de sobra.
Que em mim perdure o que te morre cedo
e que te permaneça o que tenho perdido.
Que cresça, se desenvolva um teu sentido
que em mim desapareça.
Dá-me o que de possuir tu não te importas
e eu multiplico o que te falta e em mim existe
para que nosso encaixe forme uma unidade -indivisível-
que não se possa subtrair uma metade.

Bruna Lombardi, in No ritmo dessa festa


9 comentários:

  1. Tem poemas fortes.
    Do pouco que li dela, fica-me também este:


    QUE ME VENHA ESSE HOMEM


    Que me venha esse homem
    depois de alguma chuva
    que me prenda de tarde
    em sua teia de veludo
    que me fira com os olhos
    e me penetre em tudo.

    Que me venha esse homem
    de músculos exatos
    com um desejo agreste
    com um cheiro de mato
    que me prenda de noite
    em sua rede de braços
    que me perca em seus fios
    de algas e sargaços.

    Que me venha com força
    com gosto de desbravar
    que me faça de mata
    pra percorrer devagar
    que me faça de rio
    pra se deixar naufragar.

    Que me salve esse homem
    com sua febre de fogo
    que me prenda no espaço
    de seu passo mais louco.

    (bruna lombardi)

    ResponderEliminar
  2. A entrega de quem tudo quer receber.
    Lindíssimo.

    ResponderEliminar
  3. tambem gosto, esse já é muito conhecido, acho que a Bruna como poetisa tem sido injustamente esquecida..

    ResponderEliminar
  4. Por mim....
    Nem sabia que era poetisa

    Gostei dos dois poemas, mas o do post, uma lindeza.
    É o tudo ou nada
    e estou com ela. viver no fio da navalha.

    beijinho

    ResponderEliminar
  5. Minucha, eu já conheço a poesia dela há muitos anos e sempre gostei muito! Este poema que postei hoje é que só conheci há dias...

    Gosto muito dela :-)

    bijinho

    ResponderEliminar
  6. Confeso que não sabia que Bruna era, além de actriz, poetisa.
    Este seu poema, então, parece uma verdadeira oração, uma prece...

    ResponderEliminar
  7. Ao contrário de outras actrizes brasileiras muito conhecidas, a Bruna Lombardi é bonita, inteligente e talentosa. Não sabia é que era tão boa poeta!

    Engraçado, nesta fotografia está parecidíssima com a Jaqueline Bisset.

    ResponderEliminar