Pesquisar neste blogue

domingo, 16 de novembro de 2008

A Luz a Meus Pés


FIM
**

(Poema colectivo de Paulo Cunha Porto, Minucha, Ana Vidal, Once, Marie Tourvel, Cristina Ferreira, Fugidia, Flip, CM, Mike. Clicar em cada verso para saber a correspondente autoria.
Organização e pontuação minha)

41 comentários:

  1. Fabulosa, esta fotografia, Júlia.
    Absolutamente fabulosa, e com um significado...
    :-)

    ResponderEliminar
  2. não quer tentar uma legenda? :-)

    aceito legendas para a mesma

    :-)

    ResponderEliminar
  3. "Quando for grande quero ser assim".
    Beijinho, Querida Júlia

    ResponderEliminar
  4. 1.
    Voas mas aterra aqui se és capaz.
    2.
    Quando voltares já cá não estou, meu salafrário.
    :-)

    ResponderEliminar
  5. Hum, o Richard Bach tem várias coisas sobre voar, sobretudo no Fernando Capelo Gaivota, mas não tenho comigo o livro.
    Quando olhei para a imagem pensei que o pássaro era uma gaivota, observando o avião e que, estando num candeeiro, necessariamente estava mais baixo. No entanto, por causa do ângulo da fotografia, parece estar displicentemente mais alto...
    Só porque para se conseguir voar basta voar solto e despreocupado, e isso só os pássaros (ainda) o sabem fazer, pensei.
    :-)

    ResponderEliminar
  6. pois tem, Fugi , eu tambem o tenho para aqui e será procurar agulha em palheiro.Mas eu quero é frases vossas e espontâneas :-) para saber o que a imagem vos suscita :-)

    ResponderEliminar
  7. Frase?
    "Eu também posso voar."

    ou

    "Como chegar até as nuvens com os pés no chão."

    Ok, essa última não é de minha autoria, mas faz parte de uma música que eu gosto muito.

    Um beijo, querida amiga.

    ResponderEliminar
  8. ahahah

    agora o flip fez-me rir.Porquê, se um tem o que o outro não tem? :-)

    acho que vou juntar as legendas todas, vai dar um poema a muitas mãos

    ResponderEliminar
  9. ó júliaml,
    ambos têm uma coisa em comum, voam, possuem asas, transportam e circulam no mesmo céu...economicamente a ave é muito prejudicada ;-)

    ResponderEliminar
  10. gosto deste fottógrafo pela ironia que capta Querida Júlia, e acho que, mais uma vez, a imagem é de facto algo irónica .. as if you could do it like i do ;)

    ResponderEliminar
  11. PARA A FUGI:

    "Ao contrário dele que gostava de voar no limite, eu não me preocupo com acrobacias, velocidade e outras manobras radicais, apenas me preocupo com o voar calmamente, ver e sentir as sensações que o voar me proporciona, como se isto fosse apenas uma passagem." in Fernão Capelo Gaivota

    ResponderEliminar
  12. Lembrei-e de outra, Querida Júlia:
    "Que dizes tu do Mar, quando estás em terra?"
    Beijinho

    ResponderEliminar
  13. júliaml,
    está uma perfeita arquitecta dos sentidos, parabénsssssss
    :-)

    ResponderEliminar
  14. Flip, isto é que é esperteza , fiz um postal bonito inteiramente à vossa custa! :-)

    ResponderEliminar
  15. não consigo concentrar-me, Mike.
    tenho vários posts inacabados, sem lhes dar ligação, tambem ando sem vontade de blogar ou de ler coisas sérias.

    ResponderEliminar
  16. Querida Júlia, gracias :-)

    E uma legenda:
    "sim, voas; mas ainda não sabes poisar num candeeiro!"
    :-)))

    ResponderEliminar
  17. :-)
    Fugi, essa é a verdadeira mensagem da foto. Vai ficar no fim! :-)

    beijo por ela!

    ResponderEliminar
  18. Fugi, se quiser, tenho em PDF o fernão Capelo Gaivota e envio-lhe

    ResponderEliminar
  19. Ah, boa, quero sim, muito obrigada :-)
    Beijinho de boa noite :-)

    ResponderEliminar
  20. e a menina tem email???

    o meu está no perfil, envie-me por favor um olá. receberá de prenda pré-natal um fernão capelo gaivota :-))

    ResponderEliminar
  21. Claro que tenho, está no perfil :-)
    Mas envio-lhe um bom dia madrugador :-)

    ResponderEliminar
  22. E para título, Querida Júlia?
    «A Luz a Meus Pés»?
    Beijinho

    ResponderEliminar
  23. Já coloquei, Querido Paulo!Está óptimo!
    beijinho e obrigada

    ResponderEliminar
  24. também gostei, Querida Once! Ficou bonito,não foi?:-)

    ResponderEliminar
  25. Está fabuloso este poema colectivo.
    Parabéns a todos, e a si Júlia, pela belíssima ideia e pela imagem motivadora.
    Beijinhos :-)

    ResponderEliminar
  26. para a próxima ainda será melhor:-) fiz mal dizer que queria legenda.

    mas está interessante,sim! E acabou com chave de ouro :-)

    O Mike é que desconversou lá em cima com o salafrário,mas a gente tem que lhe dar o descontoafinal é amigo e gosta de pássaros e de mar, etc. :-Y

    (esquecia-me de Cave...)

    ResponderEliminar
  27. Obrigada a Ti e a Todos por terem acedido ao meu capricho!

    Ainda poderia ser retocado, mas assm tb está genuinamente bem.

    ResponderEliminar
  28. Que lindo, Júlia, querida. E que idéia ótima. Fico orgulhosa por ter participado da autoria deste belíssimo poema.
    Um grande beijo.

    ResponderEliminar
  29. Também acho uma ideia muito gira, Júlia. E a síntese, esse diálogo do avião com o pássaro, muito bem congeminada sobre frases tão soltas e «independentes». Um bom exercício. Estaremos todos mais atentos da próxima! ;-)

    ResponderEliminar